Todo mundo está nas redes sociais! Com os avanços da tecnologia, raras são as pessoas que não aderiram a essa nova onda. Empresas também fazem uso delas para divulgar seus produtos e serviços. E nem mesmo estabelecimentos de saúde escaparam: o uso das redes sociais para clínicas se torna mais comum a cada dia.

E não há nada de errado nisso! Aliás, a prática é importante para a divulgação dos serviços prestados e para manter o contato com os pacientes. Entretanto, ela passa a ser um problema quando se extrapola os limites nas postagens.

Estamos lidando com vidas, correto? Expor um paciente sem que ele saiba, por exemplo, significa violar a ética da profissão, que visa garantir respeito, integridade, dignidade e discrição a todos.

Enfim, se você quer divulgar a sua clínica nas redes sociais, é necessário ter esse tipo de detalhe em mente. Para ajudá-lo, listamos abaixo algumas boas práticas. Não perca!

1. Responda as dúvidas

De que adianta postar a todo momento e não tirar um tempinho para responder as mensagens que recebe? Lembre-se sempre de que, além de um canal de divulgação, as redes também são um local de interação com o público.

Portanto, cheque sempre a sua caixa de mensagens e responda com simpatia e cordialidade todas as pessoas que entraram em contato.

2. Confirme a veracidade das informações

Antes de qualquer post, é importante checar a veracidade do que você vai escrever. Pesquise em sites e fontes confiáveis para não correr o risco de proliferar informações falsas e acabar perdendo a credibilidade.

Além disso, faça uma reflexão sobre a adequação da mensagem ao ambiente. Será que a ética do marketing médico e o respeito que você tem pelo seu público permitem aquela postagem? Se sim, vá em frente.

3. Não use fotos de pacientes

Jamais publique foto de um paciente, ainda que seja para mostrar o “antes e depois”. O CFM (Conselho Federal de Medicina) é contra essa prática, por mais que a publicação da imagem tenha sido autorizada pela pessoa fotografada.

Lembre-se sempre de que os resultados dos procedimentos variam de organismo para organismo e não é possível se basear em um que deu “super certo”. Pode ser que nem todos tenham os mesmos efeitos.

Além disso, um médico não deve, em hipótese alguma, usar a imagem de um paciente para promover o seu trabalho. E é isso que acontece quando ele posta uma foto de alguém que teve bons resultados.

Algumas vezes, o paciente pede para tirar uma selfie. Nesse caso, a foto pode ser postada, desde que a situação retratada não configure propaganda do seu trabalho e que ele tenha autorizado a publicação. Também não é permitido manter comentários que o elogiem demais.

4. Separe seu perfil pessoal do profissional

Experiências particulares e opiniões sobre futebol e outros assuntos polêmicos devem ser postadas em seu perfil pessoal. O alcance desses conteúdos também precisa ser limitado, preferencialmente, somente para pessoas do seu círculo de amizades.

Imagine o constrangimento de um paciente ao ver, na página da sua clínica, um comentário enaltecendo o Palmeiras enquanto ele torce para o Corinthians? Não vai ser uma experiência legal, concorda?

O mesmo vale para aquela foto no bar durante o happy hour ou um meme comemorando a chegada do feriado. Reserve isso apenas para seus amigos. Pacientes podem associar essas postagens a uma imagem negativa de você como profissional.

5. Atenção à língua portuguesa

Posts com erros de português também podem denegrir a imagem da sua clínica. O que os pacientes e o público em geral vão pensar de um médico que “não sabe nem escrever corretamente”?

Portanto, revise os textos antes de publicá-los e tome muito cuidado com a grafia, acentuação e pontuação. Também evite abreviações. Dessa forma, você passa mais credibilidade para quem acompanha sua página.

Em caso de dúvidas, não hesite em consultar um dicionário. Além de evitar que erros sejam postados, essa prática também traz a oportunidade de conhecer e aprender novas palavras.

6. Publique informações relevantes

O CFM prega que o marketing médico em redes sociais deve ser aplicado de forma educativa. Você pode usar isso a seu favor, abastecendo as redes com infográficos e posts informativos sobre assuntos relacionados à sua área de atuação.

Sendo assim, você compartilhará conteúdos que são de interesse do seu público-alvo. Eles se sentirão acolhidos ao visitar sua página e é isso que ajuda a começar a criar um vínculo de confiança entre vocês. Além disso, suas postagens devem servir para conscientizá-los sobre cuidados com a saúde, identificação de alguns sintomas e a importância da medicina preventiva.

Já que a rede social é profissional, as informações contidas nela devem ser relevantes para as pessoas que você quer atingir. Deixe as piadas para seus perfis pessoais.

7. Não divulgue preços

Pode parecer óbvio, mas alguns profissionais correm o risco de cair na tentação de usar a rede social da clínica para se promover. Além de ser antiético, a prática pode ser punida pelo CFM.

Lembre-se de que a saúde dos seus pacientes é coisa séria e não deve ser comercializada. Portanto, nada de publicar sua tabela de preços ou uma promoção para exames e consultas.

Você pode até fazer uma promoção para seus pacientes mais antigos, por exemplo, mas nada de divulgar isso na rede.

8. Conheça bem a legislação

O descumprimento da legislação pode acarretar processos cíveis e criminais. Em casos mais graves, o profissional pode ter o seu CRM cassado.

Normalmente, quando se trata de uma postagem inadequada, o CFM aconselha o profissional sobre sua postura nas redes sociais. Por incrível que pareça, alguns acabam publicando coisas indevidas por desconhecer as leis que regem essa questão.

Portanto, se você não quer ser advertido ou até mesmo punido por causa das coisas que você anda postando, informe-se sobre o que é permitido para o marketing médico e aja com ética também nesse canal tão importante de comunicação: a internet.

Redes sociais para clinicas

Entendeu a importância das redes sociais para clínicas? Acredita que, se utilizá-las corretamente, todos sairão ganhando? Não deixe de seguir a nossa página no Facebook para ter acesso a mais conteúdos exclusivos como este!

Avaliações
  • Artigo
5
Resumo
Redes sociais para clínicas: conheça 8 dicas de comportamento
Título
Redes sociais para clínicas: conheça 8 dicas de comportamento
Descrição
Todo mundo está nas redes sociais! E nem mesmo estabelecimentos de saúde escaparam: o uso das redes sociais para clínicas se torna mais comum a cada dia.
Autor
Empresa
xDoctor
Logo Empresa
Autor

Escreva um comentário

Share This
xdoctor

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdo em primeira mão para melhorar a gestão e os resultados da sua clínica ou consultório!

Parabéns! Verifique seu e-mail para confirmar a sua assinatura. Caso não receba o e-mail verifique sua caixa de SPAM.