Prezar pela alta qualidade no atendimento ao cliente proporcionará satisfação sobre os serviços e aprimoramento contínuo das atividades realizadas. A consequência direta disso é o aumento da produtividade.

Além desses fatores, é fundamental obter tecnologias de diagnóstico e terapêutica eficientes, trabalhar com a proposta de humanização no atendimento e fazer levantamento dos indicadores gerenciais. Dessa forma, a análise desses aspectos trará um panorama da situação clínica e gerencial da instituição e norteará as principais medidas as serem implantadas para melhorar ou modificar a atividade existente.

Entenda como a qualidade no atendimento ao cliente aumenta a produtividade nas instituições de saúde e confira as dicas que daremos a seguir para melhorar a produtividade!

Investimento em recursos tecnológicos

A tecnologia foi incorporada em todos os segmentos do cotidiano, não sendo diferente nos processos clínicos. A evolução tecnológica proporcionou mais agilidade nos atendimentos ao paciente, melhoria nos procedimentos ambulatoriais e controle do faturamento das contas hospitalares.

No entanto, a grande diversidade de recursos tecnológicos existentes no mercado pode dificultar a escolha do gestor. É preciso entender quais são os benefícios esperados, além de dar atenção ao custo de implantação e manutenção.

Sendo assim, é importante analisar previamente com a equipe clínica, administrativa e financeira quais são as ferramentas essenciais que facilitarão o fluxo de trabalho existente. Assim, será possível escolher os recursos mais adequados à complexidade da instituição.

Além disso, no momento da escolha, é fundamental que os representantes dos setores sejam consultados. Eles devem avaliar a viabilidade da implantação, bem como as vantagens e desvantagens de cada proposta.

Sabendo que os recursos tecnológicos podem ser aplicados desde o processo de integração de dados dos pacientes até ao melhoramento do diagnóstico e terapia, é interessante apontar quais devem ser implantados prioritariamente.

Essa análise é essencial para a manutenção da sua saúde financeira. Um planejamento adequado para sua execução deve considerar, também, os custos de treinamento e ajustes das tecnologias já existentes na empresa.

Uso de indicadores efetivos

A qualidade no atendimento ao cliente pode ser mensurada por meio de diversos indicadores, a fim de mostrar os pontos positivos e negativos da assistência. Nesse contexto, existem ferramentas já idealizadas no mundo corporativo e outras que podem ser personalizadas para atender ao perfil assistencial.

Dessa forma, os indicadores devem refletir as seguintes demanda dos gestores:

  • infraestrutura adequada;
  • otimização de tempo no atendimento;
  • tempo de espera entre consultas;
  • cordialidade do profissional clínico;
  • capacidade de resolução de problemas pela equipe administrativa etc.

A partir da escolha dos indicadores, é aconselhável quantificar e aprimorar os pontos positivos e programar ações para mudanças nas questões com avaliação negativa. Assim, será possível deixar o serviço com o perfil desejado pelo cliente.

Além disso, é interessante publicizar as principais intervenções realizadas a partir do diagnóstico apresentado, mostrando respeito e consideração com a opinião dos frequentadores.

Avaliação do desempenho dos profissionais

A produtividade em um ambiente de saúde está diretamente relacionada ao comprometimento, à disciplina e à atenção dos profissionais envolvidos. Essa ferramenta deve ser avaliada desde a recepção do paciente até a finalização da consulta médica.

Sendo assim, alguns fatores de desempenho dos profissionais serão fundamentais para garantir a produtividade tais como:

  • eficiência na inserção de dados no computador;
  • conhecimento para solicitar a documentação de cada convênio na recepção;
  • habilidade para se comunicar com os diferentes tipos de paciente, entre outros.

Para os profissionais clínicos, devem ser avaliadas questões como tempo para desenvolver a primeira consulta e atendimento de retorno, avaliação de exames laboratoriais e radiológicos, capacidade de resolução dos problemas apresentados pelos pacientes etc.

Também devem ser pesquisados os atrasos injustificáveis, a dificuldade para inserir informações relevantes sobre o estado clínico do paciente, a falta de interação com demais colegas de profissão e de outras áreas clínicas, entre outras situações.

Conhecendo os pontos negativos que afetam significativamente um ambiente de saúde, é interessante motivar os colaboradores quando a rotina está sendo realizada de forma eficiente para melhorar o clima organizacional.

Implantação de estratégias com bons resultados

As instituições de saúde devem estar sempre em busca das melhores estratégias assistenciais, administrativas e logísticas. Quando todas essas opções estão integradas, o resultado final facilita consideravelmente as próximas ações.

Uma das ferramentas de organização de grande utilidade e que foi adaptada para a área da saúde é a Lean Healthcare. A filosofia foi adaptada do meio corporativo automobilístico e preconiza a redução de desperdício e o aumento da produtividade.

Nesse sentido, a implantação da informatização dos serviços clínicos reduz significativamente a impressão de papéis, assim como o tempo para o preenchimento de formulários e fichas cadastrais. Outro objetivo esperado com essa filosofia é a eliminação dos erros procedurais, com elaboração de rotinas padronizadas, treinamento dos colaboradores e avaliação contínua da efetividade dessas práticas.

O Lean Healthcare também tem como propósito a redução de processamento inadequado, principalmente evitando as glosas hospitalares, como outras atividades preveníveis nesse contexto.

Uso de aplicativos inteligentes

A implantação de aplicativos inteligentes é uma etapa crucial para melhorar a qualidade no atendimento ao cliente e propiciar mais produtividade nas atividades executadas. Assim sendo, é interessante adotar esses softwares nas clínicas e verificar a satisfação de todos os usuários.

As principais funcionalidades desses aplicativos se relacionam à redução de custos por meio de automatização dos processos de trabalho, inserção de prontuário eletrônico, cadastro completo de pacientes com envio de lembretes de consultas, entre outros fatores.

Os aplicativos mais completos também emitem prescrição eletrônica para os profissionais, assim como atestados e declarações. Essas facilidades garantem uma assistência eficiente e dinâmica aos gestores, profissionais e pacientes.

Outras vantagens desses aplicativos inteligentes são a possibilidade de consultar o CID 10 e o bulário médico. Além disso, fornecem orientações com prescrições mais frequentes e opções de fórmulas magistrais para serem personalizadas durante a consulta com o paciente.

Qualidade no atendimento ao cliente

Investir em qualidade no atendimento ao cliente pode gerar mais produtividade do que se imagina! Mas é preciso implantar técnicas adequadas, investir constantemente em treinamento e tecnologia e apurar as principais demandas do mercado em saúde, principalmente em relação ao processo de humanização do atendimento e ao uso de aplicativos inteligentes.

Então, agora que já entendeu como aumentar a produtividade nos serviços em saúde, não deixe de conferir as funcionalidades do nosso software!

Artigo
  • Avaliação
5
Resumo
Qualidade no atendimento ao cliente: como pode gerar mais produtividade
Título
Qualidade no atendimento ao cliente: como pode gerar mais produtividade
Descrição
Prezar pela alta qualidade no atendimento ao cliente proporcionará satisfação sobre os serviços e aprimoramento contínuo das atividades realizadas.
Autor
Empresa
xDoctor
Logo Empresa
Autor

Escreva um comentário

Share This
xdoctor

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdo em primeira mão para melhorar a gestão e os resultados da sua clínica ou consultório!

Parabéns! Verifique seu e-mail para confirmar a sua assinatura. Caso não receba o e-mail verifique sua caixa de SPAM.