Entender por que fazer especialização após a conclusão da graduação e os benefícios que essa titulação traz é o primeiro passo para engajar na atualização dos conhecimentos científicos.

Para quem trabalha na saúde, a escolha por uma especialização impacta tanto nos aspectos de reserva de mercado quanto no aumento da gratificação remuneratória advinda com essa melhoria no currículo.

A especialização pode ser um curso na modalidade autorizada pelos órgãos institucionais como lato sensu ou no sentido de garantir um conhecimento específico na carreira médica. No primeiro caso, o programa metodológico deve contemplar mais de 300 horas de estudo e elaboração do trabalho de conclusão de curso.

Para obter a especialidade em medicina é preciso fazer a graduação e a residência em áreas comuns tais como a clínica médica ou cirurgia geral. Em seguida é importante detalhar a função específica tais como pediatria, hebiatria, entre outros. Nesses casos, o tempo de especialização varia conforme a complexidade do atendimento clínico.

Independente do curso a ser realizado, o importante é tomar a decisão, procurar as melhores instituições de ensino e compatibilizar os custos e tempo para essa empreitada tão necessária nos dias atuais.

Por isso, descubra neste post de hoje as principais razões para melhorar seu currículo acadêmico por meio de especializações o mais breve possível.

1. Atualização de conhecimentos em saúde

Com os recursos em diagnóstico disponíveis atualmente e as constantes pesquisas em andamento é natural que os conceitos clínicos evoluam para corroborar os aspectos já existentes ou refutar os mais duvidosos.

Além disso, os profissionais de saúde que adotam procedimento ultrapassado podem comprometer a assistência clínica prestada ou aumentar o custo com procedimentos sem respaldo científico. Nesse sentido, o indivíduo precisa conhecer as tecnologias mais modernas, aperfeiçoar a assistência clínica e garantir tratamento humanizado, demandas que são crescentes nesse meio.

Por isso que a especialização tende a atualizar os conhecimentos sobre as novas condutas terapêuticas, equipamentos e acessórios mais modernos e os recursos farmacológicos mais eficazes.

Nesse sentido, pode-se observar que os benefícios serão clínicos, econômicos e humanísticos e todos os envolvidos serão recompensados pela adoção de práticas eficientes e modernas.

2. Maior reconhecimento do profissional

Entender por que fazer especialização vai além da aquisição de conhecimentos.  O reconhecimento profissional e o prestígio social perante a conclusão dessa etapa são percebidos em pouco tempo.

O profissional que se atualiza mantém uma importância perante as demais pessoas. Além disso, devido à bagagem acadêmica, podem almejar projetos e atividades mais complexas, uma vez que já possuem embasamento para desenvolver trabalhos que exijam maior capacidade de análise.

3. Progressão na carreira

As titulações obtidas com muito esforço e dedicação gerarão frutos em longo prazo, principalmente para aqueles profissionais em início de carreira.  Além dos saberes adquiridos, o profissional terá uma ascensão mais rápida na carreira em detrimento aos que não acham importante a especialização.

Além disso, a especialidade médica é uma exigência para direcionar os atendimentos clínicos. Porém, as titulações obtidas em outro nível garante o aprofundamento de um tema específico, que pode ser aquele requerido para a instituição de saúde.

Exemplo disso são os médicos com especialidade em cirurgia, mas que obtém o mestrado em procedimentos cirúrgicos com técnicas minimamente invasivas. Ou o neurocirurgião que apresenta uma dissertação ou tese sobre cirurgias oncológicas no cérebro.

Essas distinções serão fundamentais também para fins de gratificações em serviços públicos após comprovação do período probatório ou na seleção do candidato mais apto em processos seletivos de instituições privadas.

4. Confiança ao tomar decisões

O profissional clínico que se especializa tem maior domínio técnico, científico e prático para fazer intervenções terapêuticas. Seus conhecimentos diferem dos outros indivíduos que não dominam determinado procedimento ou as novas tendências médicas.

Sendo assim, um profissional em especialização poderá tomar decisões avaliando os aspectos já abordados em cursos científicos de alto nível e não apenas se concentrar em situações cotidianas.

Essa troca de experiências entre os colegas de saúde e a discussão de casos clínicos torna o profissional mais confiante para tomar decisões, pois está familiarizado com diversas situações, desde as mais simples até as mais complexas.

5. Aumento da rede de contatos

Um dos motivos que poucos desconhecem e somente percebem essa importância ao longo do curso de especialização é a ampliação da rede de contatos profissionais. Indivíduos que estão procurando um lugar no mercado de trabalho convivem com outros já experientes.

Essa troca de aprendizado pode render novas parcerias, indicações de trabalho ou mesmo amizades duradouras. Também é possível trabalhar conjuntamente para montar clínicas multidisciplinares e aumentar o marketing médico.

O aumento da rede de contatos, além de ser saudável para todos os indivíduos, promove momento de confraternização entre os profissionais e ajuda a diminuir a tensão diária que os mesmos sofrem.

6. Flexibilidade para o aprendizado

Os profissionais de saúde atualmente se revezam entre as diversas instituições que prestam assistência. Muitos emendam um plantão no outro e, devido a isso, possuem pouco tempo disponível.

Mesmo diante desse cenário desanimador, é possível atualizar os conhecimentos clínicos e se tornar um profissional de excelência. Isso porque existem diversas modalidades de ensino com aulas semipresenciais ou totalmente à distância.

Se a disciplina e a força de vontade e necessidade crescente de atualização sobreporem à justificativa da falta de tempo, o próximo passo é buscar cursos que sejam compatíveis com a rotina do profissional.

Por que fazer especialização

Saber por que fazer especialização na área da saúde faz com que a profissional saia da zona de conforto e busque formas de melhorar seus conhecimentos. As vantagens são diversas e incluem desde atualização científica, progressão na carreira e confiança na tomada de decisões até ampliação da rede de contatos e facilidade no processo de aprendizagem.

Por isso é importante selecionar instituições de ensino renomadas, buscar referências de outros profissionais e reorganizar os horários para se dedicar aos estudos. Assim, terá como aproveitar os conceitos ensinados com a prática clínica.

E você, já iniciou sua especialização? Está procurando novas oportunidades de crescimento na carreira profissional? Ainda precisa de mais informações sobre esse tema? Então, siga a nossa página no Facebook e fique por dentro das nossas postagens!

Artigo
  • Avaliação
5
Resumo
Por que fazer especialização em uma área? Conheça 6 razões
Título
Por que fazer especialização em uma área? Conheça 6 razões
Descrição
Entender por que fazer especialização e os benefícios que essa titulação traz é o primeiro passo para engajar na atualização dos conhecimentos.
Autor
Empresa
xDoctor
Logo Empresa
Autor

Escreva um comentário

Share This
xdoctor

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdo em primeira mão para melhorar a gestão e os resultados da sua clínica ou consultório!

Parabéns! Verifique seu e-mail para confirmar a sua assinatura. Caso não receba o e-mail verifique sua caixa de SPAM.