A ideia de abrir um consultório é, sem dúvida, assustadora. Você deve considerar muitos fatores antes de simplesmente abrir as portas, principalmente a decisão de começar em sociedade ou por conta própria.

Sozinho você terá total autonomia e controle de seu negócio, mas um parceiro pode te ajudar a dividir gastos e ajudar a expandir o consultório. E agora, o que fazer? Existem pontos positivos e negativos em ambos os lados. Então, leia nosso texto antes de se decidir!

Quais são os tipos de sociedade?

Divisão de lucros

O valor líquido obtido pela diferença das receitas de cada sócio é dividido de forma igual entre eles. Um fator importante é a carga horária de cada um, pois, se um dos médicos trabalha mais que o outro, ele está contribuindo mais nos lucros do que um dos sócios. Então, a divisão talvez não seja justa.

Sociedade do tipo condomínio

É feita a separação entre as receitas, ou seja, cada sócio receberá de acordo com os serviços prestados subtraindo os custos de seu consultório.

Neste modelo de sociedade, os pacientes não são compartilhados e apenas os valores de despesas comuns são divididos como, por exemplo, a taxa de água, de luz, etc.

Sociedade cooperativa

Neste modelo, existe o compartilhamento de pacientes, mas as receitas e as despesas são individuais. No entanto, as despesas comuns são divididas igualmente entre os sócios.

Parceria independente em condomínio

Neste tipo de sociedade é formado um grupo de profissionais da área da saúde que possuem diferentes especialidades, mas que, de alguma forma, estão interligadas.

Cada um alugará uma sala, mas todos compartilharão a mesma recepção. Nesse modelo, é feito a divisão das despesas relativas às áreas comuns. Já as receitas e despesas são calculadas individualmente.

O que devo saber sobre elas?

Divisão do risco

Ter parceiros pode significar múltiplas fontes de fluxo de caixa, o que, sem dúvida, beneficiará seu negócio durante as fases de iniciais e de expansão. O risco de seu investimento será dividido com outras pessoas, o que pode te proteger se sua clínica ou consultório não funcionar como você tinha planejado.

Além disso, existe o benefício psicológico de ter parceiros, já que você não está sozinho em seus esforços. Isso pode te ajudar a se sentir mais seguro quando a caminhada se tornar difícil.

Aumento da sua experiência

Você só pode ser especialista em algumas áreas. Ao selecionar parceiros com diferentes conhecimentos, é possível ampliar a abrangência do seu negócio.

Esse é mais um fator para aumentar sua base de clientes, o que pode elevar seu potencial de ganhos. Os parceiros com diferentes especialidades e habilidades também te ajudarão a dividir a carga de trabalho.

Divisão de custos

Como falamos acima, existem diversos modelos de sociedade. Você deve pensar naquela que se encaixa melhor ao que está buscando. Uma das vantagens é dividir as despesas comuns como, por exemplo, a taxa de condomínio, contas de luz, internet, limpeza, funcionários da recepção, entre outros.

Isso faz com que sua margem de lucro aumente, já que você ganha o mesmo valor, porém tem seus custos divididos entre os sócios.

Divisão de lucros e da autonomia

Caso você opte por um modelo de sociedade na qual o lucro é dividido entre os sócios, isso pode diminuir sua margem e potencial de ganho se comparado a modelos corporativos e consultórios individuais.

Outro ponto importante que vale ressaltar é a perda de autonomia quando você opta pela sociedade. As decisões devem ser tomadas em conjunto e a opinião de todos os sócios importa. Muito tempo pode ser gasto em reuniões e votações.

Ter visões diferentes sobre o negócio e o futuro que você quer para ele pode acabar gerando atrito dentro da sociedade. Muitas vezes, esse é um fator desencadeante para uma separação.

O que devo saber sobre abrir um consultório?

Visão do negócio

Como único proprietário, sua visão para sua empresa será a única que importa, não dependendo de consultar outros sócios. Se esse era o motivo pelo qual você queria se tornar empresário em primeiro lugar, então, deve pensar bastante antes de criar uma sociedade.

A sua visão de negócios e o seu comprometimento serão cruciais para o seu sucesso. Ter um objetivo a seguir dentro da sua empresa também pode te beneficiar a longo prazo, pois diferentes visões ou mudanças nas necessidades pessoais podem ser gatilhos para começar a dividir uma sociedade.

Aumento da produtividade

Parece ser contraditório, mas trabalhar por conta própria pode realmente aumentar sua produtividade de várias maneiras. Como proprietário único, você toma as decisões em primeira mão, sem ter que esperar a tomada de decisão por outras partes.

Você também estará mais focado, acompanhando as tarefas até a sua conclusão sem ter que confiar em outras pessoas ou delegar tarefas para depois conferir de novo. Você pode fazer o que deseja efetivamente e os resultados finais dependerão de seus altos padrões.

Se você precisar de mão de obra adicional, a contratação de funcionários pode aumentar a sua produtividade sem dar poder a outras pessoas.

Conforto pessoal e flexibilidade

Algumas das melhores vantagens de possuir seu próprio negócio são a escala de horários de acordo com suas próprias necessidades, o controle criativo e o potencial de ganhos ilimitados.

A flexibilidade não só ajudará, mas também pode afetar positivamente a vida de todos ao seu redor, levando ao equilíbrio entre trabalho e vida que você deseja ter. Sem parceiros, você pode colocar o que realmente importa para você em primeiro plano.

Contudo, vale considerar que, ao começar seu consultório sozinho, você assumirá os riscos e os custos iniciais sozinho.

O tipo de negócio que você escolhe certamente vai influenciar o seu modo de lidar com as pessoas, seus ganhos e suas despesas. Antes de abrir um consultório, não se esqueça de considerar os recursos disponíveis, seu estilo de trabalho e seus objetivos pessoais.

Gostou do nosso conteúdo? Já sabe se vai abrir um consultório próprio ou em sociedade? Então, não deixe de compartilhar com a gente: faça um comentário em no post e divida as suas considerações com a gente!

Autor

Escreva um comentário