Finalizar um curso de graduação, independentemente da área, é a realização de um grande sonho e, também, o início de uma vida nova. A formatura, certamente, será uma das etapas mais marcantes na vida profissional de uma pessoa, principalmente para médicos em início de carreira.

Se você cursou medicina, por exemplo, “da noite para o dia” você deixou de ser um acadêmico e se tornou o Dr. Fulano de Tal. Além da extrema alegria, é preciso se lembrar do tamanho da responsabilidade de assumir este cargo e, também, das incertezas que os profissionais recém-formados têm.

Entrar no mercado de trabalho, atender os pacientes, discutir assuntos diversos com colegas de profissão e apresentar seu ponto de vista se tornarão atividades rotineiras, mas os médicos em início de carreira ainda não estão acostumados a isso.

Obviamente, existem algumas dicas que podem facilitar esse caminho, deixando-o menos penoso para o profissional. Aplicar essas dicas pode garantir sua tranquilidade e, assim, fazer com que o seu serviço seja realizado da forma mais natural possível. Interessou-se sobre o assunto? Então, continue a leitura deste artigo e conheça 6 dicas para médicos em início de carreira.

1. Preste um bom atendimento

Médicos em início de carreira, muitas vezes, começam atendendo em planos de saúde e outros convênios, até conseguirem ter um bom reconhecimento no mercado, para, então, abrir um consultório particular.

Sendo assim, a melhor maneira de ganhar tal reconhecimento se dá pela recomendação de seus pacientes a amigos e familiares. Essa indicação somente será possível caso você preste um bom atendimento, sendo atencioso e procurando sempre solucionar o problema do paciente.

Desta maneira, em vez de procurar atender vários pacientes em um curto período de tempo, é melhor conhecer detalhadamente a razão pela qual os pacientes estão procurando sua ajuda. Assim, será mais fácil identificar o problema e as possíveis soluções.

Lembre-se de não utilizar termos de difícil entendimento ou termos técnicos. Procure sempre falar a mesma língua que o paciente, evitando mostrar superioridade. Foque na humildade e na preocupação com o paciente e o reconhecimento será apenas uma consequência.

2. Faça as perguntas certas

A anamnese é uma das etapas mais importantes de uma consulta, mas a entrevista individual somente será válida se as informações repassadas pelo paciente forem úteis.

A maneira mais interessante de se obter informações precisas dos pacientes se dá por meio de perguntas simples e objetivas, falando a língua do paciente e buscando sempre entender suas dores e necessidades. Desse modo, você terá controle sobre a situação e saberá extrair informações valiosas a partir de conversas simples e eficazes.

3. Não tenha medo de pedir ajuda

Se você faz parte do grupo de médicos em início de carreira ou do grupo de médicos mais experientes, uma conclusão é certa: você não sabe de tudo. A medicina está em constante avanço, tanto no âmbito das pesquisas quanto no âmbito de novas doenças.

Portanto, independentemente de estar no internato, na residência ou, mesmo, se você for um profissional experiente, não tenha medo de pedir ajuda. Certamente você terá dúvidas em um diagnóstico, na prescrição de um medicamento, na análise de exames, entre outras situações.

Recorrer à ajuda de um colega de profissão mostrará humildade e, também, poderá ser uma excelente maneira de certificar uma opinião duvidosa. É importante ressaltar que erros médicos podem ter drásticas consequências e, por isso, não se deve pensar duas vezes antes de pedir ajuda!

4. Continue estudando

Médicos em início de carreira, assim como outros profissionais recém-formados, querem dar um tempo nos estudos. Descansar de livros, salas de aula, pesquisas na internet e muito mais. Porém, a vida nos cobra cada vez mais conhecimento e no mundo da medicina não seria diferente.

É preciso continuar estudando e se aprimorando cada vez mais. Quanto mais você estudar, praticar e souber, mais fácil se tornará o diagnóstico dos pacientes e as soluções para tal problema.

Por conseguinte, não deixe de participar de palestras, cursos, seminários e congressos e procure sempre estar atento às novas pesquisas, novos medicamentos e novas tecnologias. Você será um profissional mais completo e estará sempre por dentro das novidades do mercado.

5. Deixe o trabalho no trabalho

Obviamente, profissionais recém-formados e recém-contratados estão a todo vapor. Querem mostrar serviço e não medem esforços para solucionar os problemas. Levar trabalho para casa não é uma ação esporádica, mas sim costumeira desse tipo de profissional.

A dica que damos aqui é: deixe o trabalho no trabalho! Não trabalhe 24 horas por dia. Muitos médicos experientes reclamam de terem dedicado sua vida integralmente à medicina e não terem curtido os filhos, o cônjuge, os amigos e a família.

Defina o tempo certo para trabalhar e para se divertir. Ir a um barzinho com os amigos faz parte da vida. Se exercitar, com frequência, também é muito importante. Aprenda, desde já, a conciliar vida pessoal com a vida profissional. Você só terá a ganhar.

6. Invista na tecnologia

O mundo está cada vez mais tecnológico e a área da saúde não poderia ficar de fora. A cada dia que se passa, novos medicamentos, procedimentos, exames e, até mesmo, doenças, vão surgindo.

Existem, por exemplo, soluções tecnológicas que visam facilitar a vida e a rotina do médico. Já está disponível no mercado um software capaz de aumentar a produtividade, reduzir os custos e melhorar o nível de satisfação dos pacientes de médicos e clínicas médicas.

Esse tipo de tecnologia permite ao profissional acessar uma agenda dinâmica, completamente eletrônica (nada mais de papel), prontuário eletrônico, envio de lembretes aos pacientes, atestados e declarações, cadastro de pacientes, prescrição eletrônica e muito mais. Vale a pena conhecer, não é mesmo?

É possível, ainda, criar uma lista com os medicamentos que você mais utiliza, ter acesso fácil à Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10) e verificar modelos de textos com expressões pré-cadastradas, lista de agentes patológicos, entre outros.

Médicos em início de carreira

Seguindo as 6 dicas que demos, você terá tudo para se tornar um profissional de sucesso, sendo reconhecido pelos pacientes e colegas de profissão. Essa é a melhor maneira de médicos em início de carreira começarem com o pé direito. Invista nessas práticas, invista em você mesmo e colha os benefícios.

E aí, gostou de nossas dicas? O que você pensa sobre os médicos em início de carreira? Deixe seu comentário e participe do nosso blog! Não perca tempo!

Autor

Escreva um comentário